domingo, 3 de maio de 2009

Estruturas de Bambu

O bambu tem muitas vantagens e qualidades físicas para um material de construção:

 

- É um material leve, o que permite baixar o peso da construção, o que é um fator importante para edificações resistentes ao sismo;

- Especialmente as suas fibras exteriores são muito resistentes aos esforços axiais
- A relação entre peso e carga máxima e sua forma tubular, apto para forças axiais o fazem um material perfeito para estruturas espaciais, onde trabalhas somente forças axiais;
- O rápido crescimento do bambu o faz economicamente competitivo;
- O bambu é um recurso renovável e sustentável;
- O rápido crescimento e a alta densidade de varas por área significa uma produtividade muito importante e uma biomassa considerável;

Algumas desvantagens:

- A resistência a forças perpendiculares às fibras (cortantes) é muito baixa o que significa que o bambu tende a rachar facilmente paralelamente às fibras;
- Uma construção com bambu necessita uma proteção (em projeto) que assegura que o bambu não receba nem umidade e nem raios solares;
- O bambu pega fogo e como é vazio queima muito rápido;
- Ainda não foi encontrada uma solução definitiva de proteção contra fungos;
- O comportamento mecânico do bambu pode variar muito entre espécies, considerando o local onde foi plantado, a idade, o conteúdo de umidade e a seção;
- Ainda não existe nenhuma norma técnica oficial que ofereça classificações estruturais para o bambu;

 

Características Mecânicas do Bambu – Espécie “guadua”:


- Densidade : 700,0 Kgf/m³

- Módulo de elasticidade : 61182,97 Kgf/cm²

- Resistência à compressão : 152,95 Kgf/cm²

- Resistência a tração : 254,92 Kgf/cm²

- Resistência à flexão : 96,87 Kgf/cm²

- Resistência à cortante : 10,19 Kgf/cm²

 
image
Cálculo do momento de inércia do bambu (tubo de paredes finas) :
 
J=PI()*t*r^3*(1+(t/2*r)^2) ou J≈pi()*t*r^3
W=J/(r+t/2) ou W≈pi()*t*r^2
 
onde r=D/2 (raio médio)
 
image
Caso queira pode-se calcular mais precisamente :
 
J=(pi()*(D^4-d^4))/64
W=(pi()*(D^4-d^4))/(32*D)
 
 
 

01DucanStoAntonio12 02DucanStoAntonio12.2003-1 05PavilhaoGuadua 7-pont-simon-velez-savoir-magazine-248608

DSC01207_05-04-2009_15-38-48 Agosto_8_05_61_05-04-2009_15-38-37 August_08_05_05-04-2009_15-38-39 bahia-gt-01_05-04-2009_15-06-23 bahia-gt-05_05-04-2009_15-06-24 Brazi_Pereira_96_05-04-2009_15-38-37 Carder_01_05-04-2009_15-38-37 catedralenguaduapereira01s0jo catedralenguaduapereira03s9kx catedralenguaduapereira04s9rc catedralenguaduapereira05s0jr catedralenguaduapereira06s4jc Cathedral_ext_05-04-2009_15-38-44 Cathedral_night_05-04-2009_15-38-45 centro-de-apoiio-ebiobambu1 centro-de-apoio-embiobambu chale_em_x Cieling_Col_05-04-2009_15-38-44 domosuperior

velez_venezuela1 DSC01856_05-04-2009_15-06-20 DSC02780_05-04-2009_15-38-49 DSC03208_05-04-2009_15-38-53 DSC03885_05-04-2009_15-38-53  DSCN1310_small_05-04-2009_15-34-57 DSCN1753_small_05-04-2009_15-35-02 Foto11_05-04-2009_15-34-56 Foto30_05-04-2009_15-34-56 hanover_05-04-2009_15-39-01 IMG0032_05-04-2009_15-39-03 IMG0092_05-04-2009_15-39-03 interior Jamaica_night_05-04-2009_15-39-04 Jamica_opening_05-04-2009_15-39-06 Jenny%20Garzon_02_05-04-2009_15-39-07 Jenny_Garzon_01_05-04-2009_15-39-06 JENSEN6_05-04-2009_15-39-06 keystone_footers_05-04-2009_15-06-17 Macana_cieling_05-04-2009_15-39-09 Manizales_int_01_05-04-2009_15-39-11 Manizales_int_05-04-2009_15-39-10 mirante_colombia obra-bahia-1 003_05-04-2009_15-06-23 P1010312_05-04-2009_15-39-14 passarela_colombia residencia_colomb_velez1 simon_velez

9 comentários:

Lila disse...

altamente... mt bom mesmo.

Tchu disse...

quão duravél é o bambu?

Jacques disse...

Olá Alan,

Para efeito de comparação, podemos dizer que o bambu é mecanicamente equivalente a alguma madeira comercial, como por exemplo o eucalipto?

Fabio Lanfer disse...

Grande Alan! Um resumo completo e preciso! Nos conhecemos no Mackenzie, lembra-se?
Criei um blog recentemente (com meu primeiro projeto)e indiquei o seu link lá; lanferarquitetura.blogspot.com
Em breve, pretendo construir com bambu.
Um abraço!

Tanusa disse...

Muito bom, estou desenvolvendo o meu TFG em arquitetura e estava duvidosa em utlilizar a madeira como um dos materiais por pensar nesta como um material limitado, aqui neste blog vejo que não é bem assim. Obrigada.

VH disse...

Muito boa sua revisão fotográfica de estruturas. Peço altorização para linkar-te ao meu blog http://projetobambu.com/blogcafe/
Vitor Marçal
WWW.PROJETOBAMBU.COM

Qual sua área de trabalho com bambu?

Anônimo disse...

Muito bom o trabalho publicado sobre estudos técnicos em Bambu, parabéns pelas idéias. Temos que ampliar nossos trabalhos e esforços.
Att,
www.solobrasil.eng.br

Renato Hoffmann disse...

Na pousada Porto da Lua, na Praia do Forte, tem algumas estruturas bastante interessantes com o bambu!
http://www.portodalua.com.br/pousada-praia-do-forte/bamboo

Daniele disse...

olá!
Vi em um video em que o bambu estava sendo subistituido pelo aço, em algumas construções, na fabricação de blocos de concreto e assim sua duração poderia chegar até 200 anos; em outras era usado como colunas.
Vi em outro video onde ele estava sendo sestado, e foi esposto a uma pressão de mais de 20 toneladas, atravez disso foi comprovada sua resistência, mais para sua resistência esse bambu deve receber cuidados é claro como qualquer outra construção como a madeira por exemplo, mais achei interesante algumas partes do seu texto...